sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Doce amor


Doce amor
Lábios de mel
Pedacinhos do céu
Casquinha de sorvete.

Lambuzando...
Excesso de caramelo
Morango geladinho
Beijos no beicinho.

Doce amor
Diamante negro na boca
Lacta derretendo na pele
Um sonho de valsa na língua.

Chocolate com pimenta
Xarope de groselha vermelho
Picolé de brigadeiro
Magnata no palito.

Doce amor
Sabor de menta na boca
Hálito de maçã louca
Por que você não experimenta?

Autor: Gilberto Fernandes Teixeira


2 comentários:

  1. Olhe que este poema está muito convidativo. Um amor saboroso e doce. Quem não quer? Vai ser difícil resistir a essa tentação. E para compor essa doçura deixo meu beijinho docinho pra você com o carinho da minha amizade.
    Gracita

    ResponderExcluir
  2. São seus olhos amiga, que encontra sabores em todas as partes...

    ResponderExcluir