terça-feira, 29 de dezembro de 2015

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

terça-feira, 6 de outubro de 2015

45.000 Acessos!


O Blog Cor@ção de Minas agradeçe a todos amigos(as 
pelo número considerável de acessos!

sábado, 22 de agosto de 2015

Primavera.


Mandei perfumar o meu cais
Para quando o barco do amor chegar
Partirmos na primavera...

Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Porto solidão.


Voam meus pensamentos
Feitos andorinhas errantes
Estou sozinha dentro do nada
Não existem portos na praia

Sonhos e utopias passeiam ao longe
Meus cabelos querem o galope do vento
Respiro o frescor da brisa
Mais o mar levou o meu amor

A distância parece não ter fim
Ele se foi como a vela da nau
Apenas ouço o grito dos pássaros
E a solidão invadindo minha alma.


Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Angelical


Ela veio como um anjo
Ruflando suas asas vermelhas
Pousou sobre a minha cama
E retirou uma rosa dos cabelos

Olhou-me fixamente
Sorriu com seriedade
Abriu uma caixa de presentes
E deixou-me uma poesia

Ela veio como um anjo
Ruflando suas asas vermelhas
Desejou-me boa noite
E voltou para o céu das ninfas.


Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Água da fonte.


Voa minha alma...
Em um vôo ritmado e sereno
Estive ausente de meu corpo
Estive longe de minha casa

Busquei chuvas e orvalhos distantes
Busquei amores e sonhos utópicos
Busquei flores em jardins alheiros
Busquei poesia em livros de química

Voa minha alma...
Em um vôo ritmado e sereno
Aprendi com o vento e a solidão das horas
A beber a pura água da fonte.


Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

domingo, 25 de maio de 2014