quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Haverá paz no vale para mim!


Eu sempre sonhei com planícies
Minha alma correndo em um vale
Livre como o vento
Voando como uma águia.

Mas meu espírito ainda vive
E uma pergunta sempre persiste
Haverá paz no vale
Para mim também?

Senhor! Tenho corrido em vão!
Ponha-me na tua direção
Para preparar minha morada eterna
“Eu só quero paz no vale para mim.”

E quando chegar hora derradeira
Que eu veja os céus abertos!
Como filho pródigo quero voltar,
Voltar ao primeiro amor.

E o no vale vou descansar
Senhor! Eu só quero uma porção
De sua maravilhosa eternamente.
“Grandioso és tu Senhor!”

Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário